Qual a diferença da terapêutica no idoso com gota?

Posted on

Neste artigo, além de abordar as causas, os sintomas e os tratamentos da gota, vamos também dar dicas sobre dieta e como evitar alimentos ricos em ácido úrico.

O diagnóstico de gota pode ser confirmado com absoluta certeza pela presença dos cristais típicos de urato monossódico no interior dos leucócitos do líquido sinovial da articulação afetada.
1) Caso não sejam encontrados tais cristais em exame minucioso, não se pode excluir gota – menos de 5% dos casos de artrite gotosa se enquadram neste grupo. Em todo caso suspeito de artrite gotosa aguda, deve-se sempre afastar a possibilidade de artrite piogênica, que pode possuir clínica muito semelhante e até estar associada à própria gota. 3) A presença de cristais de cálcio no líquido articular pode fazer confusão com os cristais de ácido úrico e simular gota, como na pseudogota (ver adiante). A crise aguda de gota ocorre quando existe uma quantidade suficiente de cristais de urato no líquido sinovial que estimule a fagocitose destes pelos polimorfonucleares. O diagnóstico definitivo, na primeira crise, é o achado dos cristais de ácido úrico no líquido sinovial.

A presença de cristais de cálcio no líquido articular pode fazer confusão com os cristais de ácido úrico e simular gota, como na pseudogota (ver adiante). A crise aguda de gota ocorre quando existe uma quantidade suficiente de cristais de urato no líquido sinovial que estimule a fagocitose destes pelos polimorfonucleares. O diagnóstico definitivo, na primeira crise, é o achado dos cristais de ácido úrico no líquido sinovial.

O plano de tratamento de reabilitação deve ser o mais individualizado possível e depende dos achados encontrados no exame físico criterioso e nos exames complementares.

  • Os rins não conseguem excretar o ácido úrico de forma eficaz e este passa a se acumular no sangue;
  • O organismo produz ácido úrico em excesso.

A Gota é uma doença caracterizada pela elevação de ácido úrico no sangue e surtos de artrite aguda secundários ao depósito de cristais de monourato de sódio.

Os exames procuram distinguir a gota e outros tipos de artrite, e investigar as causas do aumento do ácido úrico no sangue. O depósito de cristais nos tecidos forma nódulos inflamatórios e dolorosos; nas articulações provoca episódios recorrentes de inflamação (artrite gotosa) e nos rins pode formar cálculos de ácido úrico. Três fases A artrite gotosa, ou gota como é vulgarmente conhecida, é uma doença reumática inflamatória, que se caracteriza pela acumulação de ácido úrico, sobretudo nas articulações. O American College of Reumathology propôs os seguintes critérios para o diagnóstico: CRITÉRIOS MAIORES -presença de cristais de urato no liquido sinovial durante crise aguda de artrite; -presença de tofos. A análise do líquido sinovial do nosso paciente confirmou a presença de um aspirado inflamatório com cristais de urato monosódico intracelular, achado consistente com o diagnóstico de GOTA. TO Gota é uma doença caracterizada pela elevação de ácido úrico no sangue, o que leva a um depósito de cristais de monourato de sódio nas articulações. A gota é caracterizada, inicialmente, por ataques recorrentes de artrite aguda, provocados pela precipitação, nos espaços articulares, de cristais de ácido úrico. Quando essa concentração aumenta, pode ocorrer deposição dos cristais de monourato de sódio, resultado do aumento da saturação de ácido úrico nos líquidos orgânicos. [dropcap]A[/dropcap] artrite gotosa ou simplesmente gota, é uma doença inflamatória causada pelo excesso de ácido úrico no sangue.

Hiperuricemia assintomática, Artrite gotosa aguda, Períodos intercríticos, Gota tofácea crônica, Nefropatia e Nefrolitíase por urato

  • Hiperuricemia assintomática
  • Artrite gotosa aguda
  • Período intercrítico
  • Gota tofácea crônica
  • Gota renal e urolitíase

Para confirmação do diagnóstico o médico pode ainda colher líquido de uma articulação afetada e pesquisar, através do microscópio, a presença de cristais de ácido úrico.

O achado de cristais de ácido úrico no líquido articular constitui a forma mais segura de se fazer o diagnóstico da gota. Os cristais de ácido úrico também podem depositar-se no tecido subcutâneo e nos rins - onde podem provocar cálculos (pedras) e lesões que podem resultar em insuficiência renal. Quando o ácido úrico se acumula em excesso no líquido ao redor das articulações (líquido sinovial), são formados cristais de ácido úrico. Além disso, a identificação destes cristais no líquido sinovial durante períodos assintomáticos pode igualmente possibilitar o diagnóstico. Por exemplo, o exame microbiológico do líquido sinovial permite a distinção entre uma crise de gota e uma artrite infeciosa. A gota é uma doença reumatismal causada por uma resposta inflamatória à deposição de cristais de ácido úrico, nas articulações, mas também em outras localizações. Compartilhe com seus contatos: Gota é uma doença metabólica caracterizada por aumento do ácido úrico ( hiperuricemia ) e a precipitação de seus cristais nos tecidos do organismo ( articulações ,pele,tecido subcutâneo, rins ) GOTA Gota é uma doença caracterizada pela elevação de ácido úrico no sangue e surtos de artrite aguda secundários ao depósito de cristais de monourato de sódio. Diagnóstico Na primeira crise, o diagnóstico definitivo de gota só é feito se forem encontrados cristais de ácido úrico no líquido aspirado da articulação.

2+ crises/ano; Uricemia +9, Excreção de urato +800; Gota Tofácea Crônica; Nefropatia ou Nefrolitíase por urato; Tratamento Quimioterápico; Artrite erosiva; Deficiência de HGPRTase ou Superatividade PRPP-sintetase*Manter Ácido úrico -6

  • Em poucos casos, a gota primária é decorrente de:
  • Obs.: *Essas duas enzimas estão relacionadas com o metabolismo das purinas, das quais se origina o ácido úrico.

A Gota pode ocorrer de dois mecanismos básicos: O aumento da produção de ácido úrico e diminuição de ácido úrico pelos rins.

Quanto à classificação, pode ser primária ou secundária; e para fins didáticos podemos defini-la como: Hiperuricemia assintomática, Artrite gotosa aguda, Período intercrítico, Gota tofácea crônica e Gota renal e urolitíase. ((Uric Acid – Exame – WebMD)) Sintomas de Gota Os níveis elevados de ácido úrico no sangue podem levar à formação cristais sólidos dentro das articulações. Se a gota permanece sem tratamento, esses cristais de ácido úrico podem se acumular nas articulações e tecidos circundantes, formando depósitos duros e irregulares chamados tofos – os tofos gotosos. A crise de gota depende da fagocitose de cristais de ácido úrico liberados no espaço sinovial. Fonte: Internet GOTA Gota é uma doença caracterizada pela elevação de ácido úrico no sangue e surtos de artrite aguda secundários ao depósito de cristais de monourato de sódio. Como a maioria dos pacientes com ácido úrico elevado não desenvolve crises de gota ou cálculo renal, o consenso atual indica não usar alopurinol nestes casos. Altos níveis de ácido úrico no sangue podem causar gota ou se depositar nos rins, causando a formação de cálculos ou insuficiência renal. Gota é um tipo de artrite em que há uma acumulação de cristais de ácido úrico nas articulações do corpo. O padrão-ouro para o diagnóstico é a visualização de cristais de ácido úrico no líquido sinovial (líquido de dentro da articulação).

Gota (Artrite Gotosa Aguda)

A gota úrica resulta do aumento de ácido úrico no sangue (hiperuricemia) com posterior acumulação de cristais de MUS no rim e nas articulações.

Raramente, pacientes podem apresentar gota tofácea crônica sem episódios prévios de artrite gotosa aguda, devendo-se suspeitar de doenças mieloproliferativas ou defeitos enzimáticos hereditários nestes casos. A gota primária tem forte caráter genético, causa desconhecida e é que tem mais incidência na população, responsável por 90% dos casos, segundo dados da Sociedade Brasileira de Reumatologia. Como o rim é o principal órgão de eliminação do ácido úrico do organismo, quando a sua função está prejudicada (nos casos de insuficiência renal), a gota também pode ocorrer. A artrite gotosa, ou gota como é vulgarmente conhecida, é uma doença reumática inflamatória, que se caracteriza pela acumulação de ácido úrico, sobretudo nas articulações. Os achados clínicos são em geral sugestivos de Gota O diagnóstico definitivo é confirmado pela aspiração das articulações Exame do líquido do aspirado articular Os pacientes com gota, ou excesso de ácido úrico podem evoluir para um quadro de insuficiência renal. A Gota é uma doença metabólica ocasionada pelo acúmulo de cristais de ácido úrico nas articulações, muito associado ao aumento de sua concentração no sangue. O médico pode colher líquido de uma articulação suspeita de estar afetada pela gota e pesquisar através do microscópio a presença de cristais de ácido úrico nesse líquido. Mc Carty e Hollander descreveram a presença de cristais de monourato de sódio do fluido sinovial em pacientes com crise aguda de gota.

Exame de Ácido Úrico – O quê é Ácido úrico?

O diagnóstico de gota é feito através do achado de cristais de urato monossódico, em formato de agulha, dentro das células polimorfonucleares presentes no líquido sinovial.

O termo pseudogota refere-se à sinovite aguda ou crônica, associada aos cristais de hidrato pirofosfato de cálcio no líquido sinovial. Existem muitas causas de aumento do nível de ácido úrico nos líquidos orgânicos e a gota tem, portanto, muitas origens. FISIOPATOLOGIA O depósito de cristais nos tecidos forma nódulos inflamatórios e dolorosos; Nas articulações provoca episódios recorrentes de inflamação (artrite gotosa) e nos rins pode formar cálculos de ácido úrico. O diagnóstico direto e de certeza é feito através da visualização dos cristais de ácido úrico, através de um microscópio, no líquido de dentro da articulação (líquido sinovial). O exame do líquido sinovial pode confirmar o diagnóstico com a presença de cristais de urato de sódio.